tu és as tuas escolhas.


Até agora sempre te foi fácil decidir o que é melhor para ti. E, de repente, estás incapaz de escolher. Nenhuma alternativa te parece melhor do que a outra. Tentas prever o futuro em busca dessa certeza, mas não consegues. É que as escolhas mais importantes da vida não têm razões claras associadas. Os motivos para estas escolhas estão dentro de ti e são silenciosos. É quando exercitas a liberdade de escolher que crias as tuas próprias razões. E é então que assumes responsabilidade por quem queres ser. Por isso, não te deixes paralisar. Pára de esperar pelo momento certo ou a certeza inequívoca. Decide. Faz. Age. Escolhe. Só isso te permitirá seres quem tu realmente (já) és.


últimos posts

Arquivo